Terezinha Fogaça de Almeida

Postado por Terezinha Fogaça de Almeida

posts

Espaço prá virar gente…

Não existe mais a rua como espaço público, onde cada criança encontrava os vizinhos, os amigos; os meninos mais velhos, os colegas mais novos; os mais tímidos, os menos envergonhados; os pernas-de-pau e os craques; o companheiro mais rico, o camarada mais pobre. A rua era o lugar de reunião, de identificação com o outro, […]

posts

O Tempo e a Educação

Entre as funções cruciais da educação para o futuro, estão a de resistir e de criticar. Resistir aos apelos mágicos do imediatismo e criticar a educação que privilegia o aparato tecnológico como a grande via para aquisição de conhecimento, deverá ser, sempre, a postura do verdadeiro educador “Educação é a arte de transformar a sociedade”, […]

posts

Recuperando a Função da Palavra na Sala de Aula

Quando um aluno entra num espaço escolar, que dividirá nas horas seguintes, geralmente, com muitos colegas, seu pensamento está repleto de palavras; seus ouvidos, também; sua boca, cheia delas… Porém, nesse tempo que dura o período de aulas, é muito provável que ele se mantenha calado, apenas ouvindo – outras palavras; no máximo, escrevendo algumas […]

posts

A boa escola: novos paradigmas

A revista “Time”, de 27 de outubro de 1997, numa reportagem de capa, “What Makes a Good School”, aborda alguns aspectos que considera pontos fundamentais para se fazer uma boa escola. A instrução formal norte-americana atravessou décadas investindo em “receitas” ou “mandamentos” da boa instituição escolar, quase sempre voltados para o tecnicismo que, praticamente, reduzia […]

posts

Um Basta à Indiferença – Propondo Novos Valores de Comportamento

“A indulgência é a forma mais polida de indiferença” Abel Bonnard A sociedade contemporânea assiste, entre perplexa e temerosa, a uma sucessão de transformações que ocorrem com tal rapidez que não nos permitem que elas se instalem em cada um de nós para decantar, para serem digeridas, compreendidas. Fica-se tomado por uma sensação de mal […]

posts

Um basta ao individualismo

A sociedade contemporânea assiste, entre perplexa e temerosa, a uma sucessão de transformações que ocorrem com tal rapidez que não nos permitem ser incorporadas e digeridas. Fica-se tomado por uma sensação de mal estar após a leitura de um jornal, ou ao se assistir aos noticiários da tevê. Nas ruas, que percorremos sempre em guarda, […]